Internetês: saiba como chats virtuais criaram uma linguagem própria

140814-matéria-linguagem-na-internet-puc-vc-56-620x420 A internet mudou a maneira como as pessoas se relacionam. É consenso entre os jovens que a comunicação ocorre mais no campo virtual do que em encontros pessoais. Nesse contexto, as conversas são limitadas ao menor número de caracteres e a simplificação da escrita criou uma linguagem cifrada, cheia de abreviações, neologismos e memes – é o chamado internetês. Mas qual é o impacto desta linguagem na escrita e como adequar as diferentes maneiras de se comunicar a contextos específicos, como o acadêmico, sem cometer deslizes gramaticais?

Essa é uma questão que preocupa linguistas e principalmente jovens, que se veem perdidos em meio à simplificação da internet e as difíceis regras gramaticais. De acordo com o professor da Universidade de Brasília (UnB), Marcos Bagno, autor de livros como Preconceito Linguístico – O que é e como se faz, a internet é um meio próprio de comunicação, e por isso mesmo tem seus próprios mecanismos.

Nos chats, um acento ou um til faz toda a diferença e a omissão de recursos gráficos permite que a troca de informação seja feita de modo rápido, sem que a compreensão da mensagem seja comprometida. Bagno explica que essas construções são alternativas gráficas e que as mesmas não causam grandes impactos na língua portuguesa como um todo, até porque esse tipo de linguagem já era utilizado em telegramas, anúncios de classificados e outros meios que pediam uma simplificação da linguagem.

A professora de Letras da PUC Goiás, Cida Borges, concorda com Bagno e diz que não se podem ignorar as novas maneiras de comunicação, mas é preciso ter cuidado e saber utilizá-las no contexto correto. “Essas mensagens cumprem suas funções no contexto em que se inserem, mas o grande problema é que os estudantes têm levado esse tipo de linguagem para o contexto acadêmico”, afirma. Os estudantes do sétimo período de Arquitetura e Urbanismo da PUC Goiás, Samara Resende e Fernando Santana, concordam que grande parte das conversas entre amigos ocorre no Whatsapp.

Para eles, a linguagem é marcada por abreviações e memes, em uma tentativa de simplificar a escrita e trocar mensagens de maneira mais rápida. “A criação dos chats mudou muito a maneira como me relaciono com meus amigos. Acabo passando muito tempo on-line conversando com quem está longe mesmo quando estou no mesmo ambiente que outros amigos”, disse Fernando. O uso dos populares memes também facilita a conversa on-line – Samara e Fernando afirmam que os memes são parte do cotidiano deles e costumam expressar sentimentos, críticas e ironia. São imagens que viralizam na rede com piadas e textos irônicos, geralmente reproduzindo fotos de celebridades ou cartoons.

Para Cida Borges, esse tipo de linguagem é muito interessante porque consegue sintetizar um pensamento ou crítica. Bagno também afirma que essas variedades linguísticas são muito bem-vindas e ajudam a renovar a língua. É possível que você tenha chegado até o final do texto e se pergunte: como evitar o ínternetês e me adequar à linguagem acadêmica?

Não há uma resposta única para isso, mas a professora Cida Borges, compartilha que estudantes e jovens em geral podem melhorar a escrita utilizando a própria internet como instrumento de pesquisa e aprendizado. Ela ressalta que o mundo on-line é rico em conhecimento e que, de certo modo,  os recursos disponíveis são subutilizados.Outro ponto importante é perceber que apesar de não se tratar de uma linguagem errada, o internetês tem contexto próprio, assim como a norma culta. Ter sensibilidade e compreender em qual espaço deve-se utilizar cada linguagem é primordial para que os jovens aprendam a diferenciar os tipos textuais. E, por último, o mais importante: investir na leitura. “

É preciso que a universidade trabalhe de modo a mudar essa mentalidade de que ler é chato. E por parte dos estudantes, é preciso se empenhar e desfrutar da leitura”, conclui a professora.

(Originalmente publicado no jornal PUC VC / Texto: Péricles Carvalho/ Fotografia: Weslley Cruz)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s